domingo, 16 de outubro de 2011

Catherine Hardwicke - Red Riding Hood


Red Riding Hood
Direção: Catherine Hardwicke
Ano: 2011
Gênero: Romance/Suspense
Elenco: Amanda Seyfried, Shiloh Fernandez, Max Irons, Gary Oldman, Virginia Madsen, Billy Burke, Lukas Haas, Julie Christie  

Sinopse: Idade Média. Valerie (Amanda Seyfried) é uma jovem que vive em um vilarejo aterrorizado por um lobisomem. Ela é apaixonada por Peter (Shiloh Fernandes), mas seus pais querem que se case com Henry (Max Irons), um homem rico. Diante da situação, Valerie e Peter planejam fugir. Só que os planos do casal vão por água abaixo quando a irmã mais velha de Valerie é assassinada pelo lobisomem que ronda a região.

Opinião: Como sempre os críticos e o público detestaram e como sempre adorei. Achei criativo transformar todos, inclusive a indefesa vovó, em suspeitos de aterrorizarem o vilarejo. Não sei qual o contexto em que se passa a história original, mas a Idade Média possue a atmosfera perfeita para a releitura do clássico infantil. Porque sério, em que outra época a chapéuzinho ficaria dividida entre o lenhador e o ferreiro? Ou o cristão obsessivo, tão típico e tão presente na Idade das Trevas, apareceria de uma forma irônica e cômica como o suposto salvador da pequena vila? 

O filme é bem mais interessante que o roteiro/livro, intencionalmente, é claro; mas mesmo assim superou minhas expectativas. Não sei se gostei por causa da Catherine Hardwicke ter dirigido e sua visão do roteiro me lembrar meu querido Twilight, ou se é a minha paixão por ''cultura pop'' mesmo, ou a culpa é do Sholoh Fernandez... enfim, gostei e pronto. A fotografia não me atrai muito, mas gostei muito da ''coloração'', do contraste que a neve permite - o que foi a capa vermelha na neve? Lindo! Coisas de pseudofotógrafo haha. Descobri que não gosto da Amanda Seyfried, mas admito que temos os mesmos gostos pois ela está quase sempre protagonizando os filmes que gosto de ver (novembro tem o quê? In Time \o/). O Max Irons passou quase que abatino no filme, talvez por conta do personagem; mas imagina ele de dreadlocks como o Jude em uma versão cinematográfica da série Imortais da Alyson Nöel, seria perfeito! Billy Burke me surpreendeu bastante, e se saiu muito melhor do que como chefe da pacata cidade de Forks, não? Ou seu personagem se destacou mais - na verdade tenho que ver Fracture (Um Crime de Mestre) pra julgá-lo, antes de qualquer coisa. 

Trailer 

 


Um comentário:

  1. Quero alugar esse filme! Parece ser bom.
    Gosto bastante da Amanda Seyfried.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...